Eu sou EinsteinÚltimas novidades

Ensino Médio Integrado ao Técnico do Einstein prepara jovens para o mercado

Amanda Teixeira, Kaymon de Paula e Milena Mondejar contam suas experiências como ex-alunos do Ensino Médio Integrado ao Técnico

Inaugurado em 2019, o Ensino Médio Integrado ao Técnico do Einstein formou a primeira turma em 2021 e já conta com ex-alunos inseridos no mercado de trabalho, na área de Enfermagem. “É uma grande satisfação ter acompanhado a evolução de estudantes que chegaram aqui recém-formados no Ensino Fundamental e que agora já estão trabalhando no Einstein”, revela o Diretor do Ensino Médio Técnico da Instituição, Blaidi Sant’Anna.

Os feedbacks desses ex-alunos são os melhores e a Escola Técnica comemora a contribuição que faz ao setor, ao formar com qualidade 93 jovens entre 17 e 18 anos, preparados para somar suas expertises ao sistema de saúde, que muito necessita de profissionais qualificados.

O Ensino Médio Integrado ao Técnico concluiu a sua primeira turma com jovens formados no itinerário do Técnico em Enfermagem e do Técnico em Administração em Saúde. Agora esses estudantes já estão seguindo por alguns dos caminhos possíveis após conquistarem suas qualificações.

Um primeiro rumo possível é ingressar no mercado de trabalho como profissional técnico sem dar imediata continuidade aos estudos. Outro é seguir os estudos no cursinho ou até por conta própria para o vestibular, enquanto trabalha. O terceiro desenho possível é optar por não exercer funções profissionais, investindo apenas nos estudos com foco no processo seletivo de universidades. E, por último, ter a aprovação direta, sem cursinho, na Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein (FICSAE) ou em universidades públicas e ou privadas.

As quatro opções favorecem o amadurecimento do jovem, que a partir dos 18 anos pode atuar como profissional sem deixar de ser estudante. Ele completa a formação munido de ferramentas para desenhar o seu futuro, projetando também a sua vida pessoal. “Os alunos com menos de 18 anos que queiram trabalhar devem aguardar a maioridade, pois para trabalhar no Einstein é condição ter mais de 18 anos. Para atuar como técnica(o) de Enfermagem é preciso também obter o registro no Conselho Regional de Enfermagem (Coren)”, esclarece Blaidi Sant’Anna.

Do Ensino Médio Integrado ao Técnico em Saúde do Einstein ao mercado de trabalho

Kaymon de Paula Rodrigues Silva tem 19 anos e cursou o Ensino Médio Integrado ao Técnico do Einstein com a intenção de trabalhar na área da saúde logo depois de formado. O seu desejo foi realizado quando participou de um processo seletivo do Einstein e foi contratado para exercer as funções de Técnico em Enfermagem em um dos Centros Cirúrgicos da Instituição.

Para ele, esse acontecimento demostrou que tinha tomado a decisão correta no passado, quando deixou o Ensino Médio tradicional que cursava para começar desde o início em uma nova escola. “Mesmo sabendo que o curso Técnico do Einstein passaria a funcionar naquele ano de 2019, eu me senti animado, pois enxerguei uma chance de começar a construir uma carreira na área da saúde desde cedo”.

Ele recebeu o apoio de seus pais para trocar de escola e viver essa experiência. “Valeu muito a pena. Além de eu ter aprendido sobre novos assuntos e teorias, fiz parte de uma turma que estava nascendo. Tivemos inúmeras oportunidades de nos conhecer mais, criando iniciativas que deixamos de legado”.

Uma delas é a Semana da Enfermagem do Ensino Médio Integrado ao Técnico Einstein criada por ele e seus colegas de classe, com a intenção de promover mais estudos e trocas de conhecimentos dessa área. “O nosso grupo organizou o evento, que foi muito bem recebido pelos alunos, docentes e gestores da Escola Técnica”.

Isso, segundo Kaymon, o estimulou muito para continuar investindo em sua criatividade e na vontade de aprender cada vez mais, com o interesse de desenvolver experiências na área ao longo da carreira que pretende construir no Einstein. “Eu quero muito continuar fazendo parte da cultura do Hospital Israelita Albert Einstein, que valoriza a Educação, a Justiça Social, a Saúde e as Boas Ações”.

Ele conta que durante todo o Ensino Técnico colecionou muitos aprendizados e descobriu novas e efetivas práticas para impulsionar o seu conhecimento, além da importância da profissão. “Eu aprendi a cuidar profissionalmente de pessoas e ter ainda mais empatia pelos pacientes, pois tanto as aulas quanto o estágio são de um nível excelente e isso me impulsiona a estudar mais e mais”

Em concordância com o Kaymon, Amanda Teixeira dos Santos, 18 anos, relata que o aprendizado que acumulou durante os três anos de dedicação ao Ensino Médio Integrado ao Técnico em Enfermagem foi muito acima do que poderia imaginar ao iniciar o curso. “Para completar eu trabalhei por um período no Centro Cirúrgico do Einstein, uma empresa maravilhosa. Tive de sair de lá para me dedicar apenas aos estudos”.

Ela conta que desde mais jovem cultivou o sonho de cursar Medicina e, por isso, optou por fazer o curso Técnico em Enfermagem. “Eu queria ter certeza porque é uma Graduação muito intensa, exigente e com processo seletivo difícil. Além disso, em todos os níveis profissionais a área exige uma compreensão abrangente de cada paciente tanto em relação a sua saúde física, quanto ao comportamento, estilo de vida e expectativas em relação ao tratamento”.

Com isso, todas as suas dúvidas, no que diz respeito à construção de uma carreia no setor de saúde, foram sanadas. “A formação como Técnica me mostrou o contexto geral e agora tenho certeza de que me tornarei uma Médica muito melhor. A Enfermagem é mais próxima do paciente e ensina a observar todos os ângulos do tratamento, inclusive o amor dos familiares”.

Amanda afirma que seus estudos práticos e teóricos, incluindo o estágio e a experiência que teve como profissional, estão colaborando para que seja um ser humano melhor no mundo. Entre os grandes aprendizados está a conscientização sobre o trabalho colaborativo. “Na saúde ninguém trabalha sozinho, somos um conjunto que somente evolui com a ajuda mútua”.

Sua vivência na Escola Técnica foi transformadora. “Eu tive de me empenhar e estudar muito para acompanhar o nível educacional que é excelente. Consegui e achei o meu jeito certo de aprender de verdade cada matéria. Depois dessa fase tudo foi caminhando dentro de uma rotina de muita dedicação e contribuição dos meus colegas e dos professores”.

Milena Mondejar, 18 anos, também é ex-aluna do Ensino Médio Integrado ao Técnico em Enfermagem do Einstein. Decidida e certa de sua vocação para somar à área da saúde, também foi contratada como Técnica em Enfermagem pela Instituição e já faz parte do grupo de profissionais da Clínica Einstein, da Unidade Parque Ibirapuera.

Essas histórias inspiradoras podem ajudar jovens a decidirem por trilhar um futuro profissional brilhante no setor, contribuindo com seu trabalho para todo o sistema de saúde.

Cursos Relacionados:

Notícias relacionadas