Eu sou EinsteinÚltimas novidades

Alunos do Einstein são incentivados a cuidar da saúde física e mental

Prática de atividade física ajuda a manter o corpo saudável e estimula capacidades exigidas no ambiente acadêmico

De acordo com o especialista em saúde e bem-estar do Einstein, Márcio Marega, a prática rotineira de atividade física é um passo muito importante na busca por melhor qualidade de vida. “Em minha opinião a pandemia do novo coronavírus trouxe esse assunto à tona, colocando uma lente de aumento sobre a relevância da atividade física para o corpo e para a mente, os quais estão naturalmente associados”.

No decorrer dos exercícios físicos, o organismo produz mais serotonina e endorfina, neurotransmissores relacionados à sensação de bem-estar, que auxiliam na diminuição do estresse e da ansiedade. Isso causa a chamada ‘estabilização afetiva’, que ajuda a memória e melhora a capacidade de raciocínio rápido, proporcionando mais saúde.

 Prática Esportiva

Marega atesta que os alunos das Graduações Einstein dedicam-se muitas horas aos estudos teóricos e práticos e, por isso, é ainda mais necessário planejar uma agenda com exercícios físicos frequentes.Comprovadamente a realização de atividades físicas deixa o praticante mais motivado, autoconfiante, perseverante e determinado, além de colaborar com a sua alta performance nos estudos”, explica.

Ele diz que a falta de tempo resultante do cotidiano repleto de afazeres pode representar um obstáculo à prática regular de atividades físicas. Para facilitar a prática de atividades físicas, o Centro Einstein de Esportes e Bem-Estar (CEEBE) já está em funcionamento de segunda a sexta, das 7 às 22 horas, e aos sábados, das 9 às 17 horas, sem nenhum custo para os alunos das Graduações da Instituição. “Aliás, todos os estudantes de forma geral precisam estar em boa forma física para lidar adequadamente com suas demandas”.

Para o profissional de educação física, os alunos das Graduações, independentemente do semestre, estão em uma fase de mais ansiedade e imersos em ‘um mundo’ de expectativas para o futuro em suas vidas. Ele enxerga no esporte coletivo uma excelente opção para estimular a sociabilidade, a rotina das práticas, o sentido de equipe, a cooperação e o espírito de luta, criando e fortalecendo os vínculos de relações pessoais. “Já temos cerca de 200 pessoas frequentando o espaço por dia entre treinos diversos e exercícios na academia”.

Por isso, é possível realizar uma estreita associação entre certos aspectos da vida com as práticas, de forma geral. Conforme Marega, o esporte coletivo ainda promove treinamento cerebral de estratégia, destreza motora, habilidade em lidar com pressão e controle diante de frustrações. “Praticadas tanto de forma competitiva como recreativa e de lazer, as diversas modalidades resultam em bem-estar, aprimoramento da comunicação e entrosamento entre os praticantes”.

A retomada do CEEBE já conta com uma série de Programas Esportivos acompanhados de campeonatos de futsal, basquete, vôlei, beach tennis etc. e de ações culturais, como saraus, festivais de músicas e sessões de cinema. “Criamos eventos que proporcionam o conhecimento, a saúde e a integração entre alunos, Médicos e docentes que frequentam o Centro”.

O início dessa agenda robusta também conta com ‘aulões’ de yoga, de exercícios funcionais e de meditação. Muitas das programações estão sendo realizadas ao ar livre, seguindo à risca todas as regras de biossegurança.

Na área da saúde

Responsável pelas atividades físicas realizadas no CEEBE, Marega ressalta que o esporte e as atividades culturais podem ajudar os alunos a manter o equilíbrio emocional, a atenção a seus objetivos e a organização para não se perderem entre as suas diversas atividades.

O especialista entende que o período da Graduação em saúde muitas vezes caracteriza-se por ser intenso, de muita responsabilidade e com grande gama de teoria para ser aprendida. “É tudo muito denso e conseguir tempo para praticar atividades físicas é um grande benefício para manter o equilíbrio, a concentração e o foco”.

Esses alunos serão profissionais da saúde, funções que exigem não somente conhecimento técnico como também demandam preparo físico, trabalho em conjunto, rápidas decisões, equilíbrio psicológico, boa saúde e bem-estar. “Eles tornam-se muitas vezes líderes de uma equipe. Com certeza se estiverem praticando atividades físicas, seus cérebros estarão programados para ajudá-los em diversos cenários”, garante Marega.

Estudos científicos atestam que os exercícios aeróbicos são os mais indicados para promover melhora da aptidão física e dos sintomas de transtornos de ansiedade e de depressão. “A atividade física é um dos únicos hábitos que tem o poder de reduzir o uso de medicação para pacientes com esses males”.

A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2019 aponta que somente 34,2% dos homens com 18 anos ou mais praticaram o nível recomendado de atividade física pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de pelo menos 150 minutos por semana. Já entre as mulheres esse percentual foi de 26,4%. No mesmo ano, a média brasileira foi de 30,1%.

Da população de adultos, 40,3% dos brasileiros foram classificados como insuficientemente ativos – ou seja, pessoas que não praticaram atividade física ou exercitaram-se menos do que 150 minutos por semana, considerando três modalidades: lazer; atividade profissional e deslocamento para o trabalho.

Conforme a OMS, a inatividade física está crescendo em muitos países, aumentando o impacto das doenças crônicas não transmissíveis e afetando a saúde geral mundo afora. Pessoas pouco ativas têm entre 20% e 30% mais risco de morte quando comparadas com aquelas que praticam pelo menos 30 minutos de exercícios na maioria dos dias da semana.

A falta de atividade física é a principal causa de aproximadamente 21 a 25% dos cânceres de mama e cólon; 27% da diabetes e 30% das doenças cardíacas isquêmicas. “Por isso, manter a atividade física é tão primordial nos dias de hoje”.

 CEEBE

O Centro Einstein de Esportes e Bem-Estar (CEEBE)tem como foco a prática esportiva, visando o bem-estar físico e psicológico dos estudantes da Instituição e demais frequentadores. Para isso, disponibiliza academia, sala de jogos, duas quadras poliesportivas cobertas, uma quadra de areia, espaço com churrasqueira, redário e um mirante. O ambiente foi criado para facilitar o convívio entre os alunos e ao mesmo tempo contribuir para um estilo de vida saudável.

Saiba mais:

Notícias relacionadas