Eu sou EinsteinÚltimas novidades

Ensino Einstein lança Pós-graduação lato sensu em Biodesign, inédita na América Latina

Metodologia Stanford Biodesign chega para transformar o futuro da saúde

Assim como em outros setores, a saúde tem incentivado programas e capacitações em inovação e empreendedorismo. Este é um caminho latente, impulsionando tendências tanto na assistência quanto na gestão, atraindo profissionais que compreendem a necessidade de treinamento formal em inovação em saúde.

O Biodesign é uma metodologia de inovação em saúde criada pela Stanford University há 21 anos. Na última década, a Stanford Byers Center for Biodesign ajudou a inspirar e aconselhar projetos educacionais em 18 países, como Israel, Japão, Singapura, Taiwan, Índia e Austrália. O Ensino Einstein será o primeiro centro da América Latina a disseminar esse conhecimento.

Durante o curso de Biodesign, o aluno passa por uma imersão clínica para identificar necessidades não atendidas em diversas áreas médicas. Então recebe treinamento em prototipação para invenção de soluções, além de fundamentos para a implementação dessas inovações no mercado. “Capacitar pessoas com esse conhecimento é muito importante para contribuirmos com o desenvolvimento de líderes capazes de impactar profundamente a saúde”, opina o Médico e Diretor-Executivo de Inovação do Einstein, Dr. Rodrigo Demarch.

Sempre preocupado com o desenvolvimento de soluções tecnológicas para colaborar com o progresso da saúde no país, ele foi o primeiro brasileiro a ser aceito no Biodesign Global Faculty in Training (GFIT) para realizar um fellowship na Stanford Byers Center for Biodesign, em 2017. Desde então, passou a apoiar a formação de líderes em inovação.

Idealizador do Einstein Biodesign Fellowship, o Dr. Rodrigo Demarch valoriza o trabalho multidisciplinar, tendo em sua equipe a Médica, Dra. Caroline Kanaan, e o Engenheiro Julio Frias Dias, ambos formados em Biodesign pela Stanford University.

“Durante o Biodesign Fellowship, o aluno recebe treinamento aprofundado em inovação em saúde, tendo a oportunidade de acelerar sua carreira profissional. A constante necessidade de soluções que atendam às demandas dos pacientes e do mercado faz com que o líder treinado em Biodesign tenha uma vantagem competitiva em relação aos seus pares” afirma a Dra. Caroline Kanaan, Médica e Consultora de Inovação do Einstein.

Conforme observa o Engenheiro e Consultor de Inovação do Einstein, Julio Frias Dias, o fellowship possibilitará o desenvolvimento de soluções efetivas através da união de conhecimentos complementares, entre a Medicina e a Engenharia. “Sem dúvidas a implementação destas soluções no mercado será mais precisa, visto a análise prévia das necessidades e dos stakeholders envolvidos”.

Com uma estrutura completa, os alunos do Einstein Biodesign Fellowship terão acesso às mais diversas especialidades médicas, com imersão clínica em hospitais públicos e privados e prototipação em laboratórios próprios, além de um estágio em Stanford.

Os projetos desenvolvidos ao longo do programa serão avaliados por uma banca de experts do Einstein e poderão receber apoio da incubadora de startups da Instituição Eretz.bio e de seu Escritório de Licenciamento de Tecnologias Hub de Inovação e Tecnologia (HIT).

O Fellowship terá início em 2023, com duração de oito meses, em que oito alunos bolsistas serão divididos em dois grupos de trabalho multidisciplinar, sob a coordenação do Dr. Rodrigo Demarch e de sua equipe, composta pela Dra. Caroline Kanaan e pelo Julio Frias Dias.

Curso Relacionado

Notícias relacionadas